7 de julho de 2017

Aprenda a regular a fricção do Molinete e Carretilha






É sempre comum que um pescador tenha dificuldades e até sofra perdas durante a fisgada e briga com o peixe. Isso só acontece porque ele não se dá conta de que o problema está na regulagem da fricção(freio) do molinete ou carretilha, portanto vai ai algumas dicas importantíssimas que vão ensinar a diminuir essas perdas e esclarecer este detalhe crucial numa pesca de praia.




1 - O QUE É FRICÇÃO:

fricção é a regulagem que tem como principal objetivo, evitar o rompimento da linha caso a força feita pelo peixe ultrapasse o limite da elasticidade da linha ou estática. Isto é, se o pescador estiver pescando com uma linha cuja resistência seja de até 10 Kg quilogramas), a fricção deverá estar regulada de forma que possibilite a imediata liberação da linha antes que a força exercida pelo arranque do peixe ultrapasse os 10 Kg de peso. Caso isso ocorra, o rompimento da linha será iminente e inevitável.


2 - QUAL A IMPORTÂNCIA DE REGULAR A FRICÇÃO:

• Além de defender a linha evitando seu rompimento, a regulagem propicia uma fisgada adequada(se muito apertada, a linha poderá se romper e se afrouxar demais não haverá alavanca para cravar o anzol no peixe).

• Possibilitar que o peixe ao fisgar possa tomar linha para que ela não se parta. O objetivo da regulagem da fricção é soltar a linha aos poucos fazendo com que o peixe se canse e se entregue mais rapidamente.


3 - COMO REGULAR SUA FRICÇÃO:

• Prenda a linha que sai da vara a uma balança. (o alicate - com balança para prender o peixe pela boca faz esse papel). * Recolha a linha para que a balança se aproxime da ponta da vara.

• Force a vara como se estivesse brigando com o peixe e cheque com que peso na balança está saindo a linha da fricção.

• Regule a fricção para soltar a linha quando a balança atingir 20% do peso de resistência indicado no rótulo do carretel.

• Existem pescadores que fazem a regulagem da fricção somente puxando a linha com a mão, mas é preciso ter bastante experiência para fazer uma regulagem ideal. Nada é melhor que uma simples balança para se obter um resultado perfeito.






4 - VARIAÇÕES DE REGULAGEM: 


 Existem regulagens que podem ser mais ou menos apertadas, vejamos algumas:


MAIS APERTADO:

• Peixes de boca muito dura
• Linhas muito elástica
• Muita profundidade

• Estrutura de pesca e condições favoráveis ao peixe, possibilitando o rompimento da linha, como galhadas, sargaço e pedrais.

• Ambiente em que o peixe possa se entocar facilitando o rompimento da linha, como por exemplo, a garoupa e o badejo.


MENOS APERTADO:

• Proporciona uma liberdade de ação, espaço para briga, como pesca de rodada no meio de rios, oceano entre outros.


DICAS IMPORTANTES: 


• Jamais aperte aperte a fricção enquanto estiver brigando(recolhendo) com o peixe, pois não há condições emocionais de se fazer isso no momento da brica onde um erro é fatal onde a linha pode estourar e o peixe pode fugir.

• Caso o peixe tome muita linha, e a regulagem estava errada ou o peixe seja muito grande para o equipamento, não se deve jamais apertar a fricção, mas sim usar outra estratégia. Em caso de mar, o aconselhável é ir na direção lateral em que o peixe correr e torcer que seja para os lado e não para mar à dentro. Em caso de rio, deve-se soltar a embarcação e ir em direção do peixe.

• Quando perceber que o peixe é grande, deve-se aliviar a fricção na medida em que se vai dominando o mesmo, e ir sempre afrouxando cada vez mais na medida em que o peixe for sendo recolhido, pois se a linha raspou em alguma estrutura pode não estar com a mesma resistência original utilizada na regulagem inicial.

Nenhum comentário:

Postar um comentário