Aprenda um pouco mais sobre a Trairá, Quais iscas utilizar, Material indicado e muitas dicas mais




Se as aparências enganam, não há melhor exemplo que o desses peixes pré históricos, com cara de mau e dentes de dar medo, e ainda assim campeões em popularidade.


As trairás estão entre os peixes de aspecto mais primitivo que habitam nossas águas.
A família erytrinidae tem como características o corpo cilíndrico e longo, e olhos desproporcionais. Sua boca também se destaca com dentes afiados firmemente implantados em ambas as maxilas.




O gênero hoplias é o que apresenta as maiores espécies variando de 30 sentimento a
1 metro. Existem pelo menos duas que atingem a aproximadamente um metro e 20 quilos.

Uma delas é hoplias Aimara, que ocorre na bacia amazônica, geralmente na cabeceira dos afluentes de água preta ou clara e na bacia do Tocantins - Araguaia.
A outra é H.macrophthalmus, que aparece na bacia do prata (Rios Paraguai, Paraná e Uruguai)

O numero de espécies do grupo só cresce a medida que os estudos se intensificam, revelando uma riqueza até então ignorada. A espécie amazônica parece maior, mas recentes pesquisas apontaram para uma nova divisão dentro das espécies já descritas.


A revisão taxonômica do grupo identificou cinco espécies distintas: Hoplias lacerdae, distribuídas nos Rios Ribeira de Igarapé e Uruguai: H. INTERMÉDIOS no Rio são Francisco, alto Paraná e Rio Doce: H. brasiliense nos rios costeiros da drenagem atlântica desde o Paraguaçu até o Jequitinhonha: H. australis, endêmica ao rio Uruguai: e H.curupira, no norte da América do Sul.

Habitat:

Rios, lagos, lagoas, enseadas, ressacas, brejos e alagados. gosta de ficar junto á vegetação submersa ou flutuante, como predileção por águas rasas e mais quentes próximas á margem. tem habito noturno, mas também pode ficar ativa durante o dia.

Características:

A Traíra é um peixe de escamas. Possui corpo cilíndrico, boca grande, olhos grandes e nadadeiras arredondadas, exceto a dorsal. Sua coloração é marrom ou preta manchada de cinza. Possui dentes poderosos e afiadíssimos.

Sua língua é áspera ao tato, o que a diferencia do Trairão, que apresenta a língua lisa.
É um peixe utilizado em açudes e represas como controlador de populações demasiadamente prolíficas, como tilápias e piabas. Tem alta resistência a locais com pouco oxigênio.
Apesar do excesso de espinhas, em algumas regiões é bastante apreciado como alimento.




Iscas:

Para locais onde há pouca correnteza, o mais provável é que as Traíras se escondam em locais escuros, fechados, que pareçam pouco movimentados e antigos. Nesses locais, tanto as iscas soft (natural) quanto as iscas artificiais garantem ótimas fisgadas.



Para o pescador que tem boa paciência e prefere utilizar as iscas soft ou isca natural, as que irão funcionar melhor são os Lambaris, Tilápias, minhocoçu e pedaços de outros peixes de tamanho moderado.

Colocadas as iscas de uma maneira em que a ponta do anzol fique livre, garantirá uma fisgada melhor e mais segura. Também é importante ressaltar o uso de anzóis ou Split rings (argolas) reforçados, com um empate a base de aço de pelo menos 10 lb e 12 centímetros de comprimento.




As iscas artificiais como Frog, Perereca, Ratos, Toc - Toc, Franguinhos entre outras de meia agua  são muito produtivas principalmente no verão. Em matéria de iscas artificiais eu uso e indico as iscas da marca Tropical Frog (www.tropicalfrog.com.br) que são ótimas iscas de uma qualidade e produtividade impressionante.

Disser qual cor bate melhor é muito difícil, pois tem dias que uma cor bate melhor que outra, depende muito do dia, da cor da agua e muitos outros fatores, mas as tonalidades cítricas como amarelo e vermelho são otimas e nao podem faltar em sua caixa de iscas.

A isca do tipo Stick também garante bons resultados, lembrando sempre de utilizar uma isca com cores chamativas. Entre as cores preferidas da Traíra, o preto, vermelho e amarelo dão ótimos resultados.



Comentários