28 de janeiro de 2017

Dicas para pescar os redondos nos pesqueiros

Nosso amigo Pescador de Plantão Abel Hosken





Durante o verão não apenas o Tambaqui, mas também o Pacu, Tambacu em fim os belos redondos, ficam mais ativos e começam a se alimentar atacando com mais frequência às iscas. Muitos amigos acham que pescar em pesqueiro não tem graça.

Mas vale lembrar que estes bitelos podem chegar a mais de 30 Kg nos pesqueiros, e proporcionar uma briga muito boa ao pescador que tiver a felicidade de fisgar um gigante deste. Muitos amigos atrás de uma emoção como esta, costuma viajar muitos quilômetros de distancia só para sentir esta emoção, a emoção de fisgar um bitelo destes na ponta da linha, de brigar com um gigante e poder pegar no colo um redondo de respeito.

Ao ser fisgado, o Tambaqui, Pacu, Tambacu costumam dar longas e vigorosas corridas muitas vezes para as loterias para assim tentar escapar do anzol. Por isto neste momento todo o cuidado é pouco para não perder o bitelo fisgado na ponta da linha. Utilizar um equipamento muito leve ou uma linha muito fina pode não ser uma boa ideia, pois as chances de perder o bitelo são muito grandes.

Lembrando que na pescaria de superfície vamos arremessar boias relativamente pesadas e que um equipamento muito leve não daria bons resultados, tanto na distância quanto na precisão do arremesso.

O Equipamento indicado para pescar os redondos nos pesqueiros seria: 

Varas de 5”6’ a 7’ de comprimento
Linha de 17 a 20 lbs de resistência
Molinete ou Carretilha que comportem no mínimo 100 metros de linha 0.30 a 0.35 mm pelo menos.


Nosso amigo Pescador de Platão Lucas Rafael




Isca:

A isca a ser usada, na pescaria dos redondos podem ser varias, mas saber qual a isca mais produtiva em determinado pesqueiro pode fazer a diferença em sua pescaria e proporcionar muitas fisgadas. As iscas mais usadas pelos pescadores nos pesqueiros são: Salsicha, fígado de frango, beijinho, minhocuçu, Ração na pinga, anteninha, massas entre outras. Mas é claro que existem muitas outras opções e que cada pescador tem preferência por iscas que já deram bons resultados em outras pescarias.

A dica é antes de ir a determinado pesqueiro, descobrir qual a isca mais produtiva no mesmo. Mas é claro que ter mais de uma isca com você vale muito a pena. Uma das iscas mais produtivas nos pesqueiros são as anteninhas juntamente com as boias cevadeiras. Além de ser muito produtiva este tipo de pesca de superfície proporciona ótimas e lindas batidas na superfície. Além da anteninha na pesca de superfície você pode usar como isca o pão francês ou o pão de queijo. De preferência amanhecido e conservado em saco plástico, pois em papel costuma ficar meio ressecado e começa esfarelar facilmente, o que dificulta também na hora de ser iscado no anzol. No caso do pão Frances ou o pão de queijo, a dica é você usar o lastrico para deixar a isca bem presa ao anzol.

Não há uma técnica definida para a pesca dos redondos, mas podemos dizer que há preferência por três estilos, cada um com ótimas chances de captura e isso costuma variar de acordo com o tempo e a temperatura da água. Então vamos a eles:

Nosso amigo Pescador de Platão Lucas Rafael


Boia de arremesso 

É muito usada, principalmente quando o peixe está um pouco manhoso e não sobe muito na superfície para se alimentar. Tem a vantagem de que o pescador pode tentar descobrir a altura em que o peixe está comendo, variando a altura do chicote que geralmente vai de meio metro até quatro metros ou mais, dependendo da profundidade do lago.

A dica nesse tipo de pesca é não usar anzóis muito grandes, para não chamar muita atenção, ficando o mais discreto possível. No caso de estar ventando forte, não se esquecer de ancorar a boia utilizando um chumbinho pequeno solto na linha principal. Ele faz com que ela fique estática no local do arremesso, não atrapalhando outros pescadores, e deixa a isca por mais tempo imóvel no mesmo lugar.

Fundo:

Funciona melhor quando os peixes estão muito manhosos, em especial em dias frios, quando a temperatura da água está muito baixa e eles não sobem para se alimentar.

Isso se dá muito nos meses de outono e inverno e às vezes até no inicio da primavera. Na pesca de fundo, não podemos nos esquecer de utilizar um empate de aço pois, se a montagem do chicote depois do chumbo for feita só com linha, a possibilidade de que a linha seja cortada é muito grande. Os redondos conseguem, às vezes, cortar até mesmo os cabos de aço mais finos, pois têm a dentição muito forte e afiada.



Dica: 

Na montagem de fundo, os anzóis do tipo wide gap (robalo) costumam ser excelentes opções e geralmente fisgam no canivete (canto da boca), dificultando assim que o peixe escape ou corte a linha.

Ceva de superfície:

Essa certamente é mais difundida pelos pescadores e principalmente utilizada nos dias em que o peixe está muito ativo e subindo para se alimentar na flor d’água. É um estilo mais moderno de pescaria e faz com que os pescadores, até mesmo os mais experientes, ainda fiquem maravilhados com as batidas espetaculares na superfície dos gigantes.

O uso da cevadeira é praticamente indispensável nesse estilo, porém há quem prefira usar uma técnica diferente, que consiste em cevar o local do arremesso com rações flutuantes (do tipo guabi) em grande quantidade, até que os peixes comecem a subir e a se alimentar, daí é só arremessar a boia, direcionar a isca a ser usada no mesmo local em que os peixes estão batendo e esperar o ataque.

Dica: 

Com o uso de um copo feito com garrafa pet, cheio de furos no fundo para que a água entre e a ração se espalhe, faça um, dois ou três arremessos no mesmo local. Daí é só usar uma boia do tipo foguetinho, preparada com chicote, boia sinalizadora e miçanga, e arremessar onde os peixes estiverem “batendo”, o que também funciona muito bem e dá excelente resultado.

O segredo do sucesso nessa técnica é ir mudando a isca (coquinhos, miçangas, guabi na pinga, bolinhas doces de futebol, etc.) até encontrar aquela que for mais atrativa para os peixes.
Depois é só insistir, que a fisgada é uma questão de tempo.

Fica a dica amigos um grande abraço e boas pescarias sempre. E estamos esperando suas fotos e vídeos para compartilhar em nossa Pagina no Facebook e em nosso Canal no YouTube amigos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário