12 de dezembro de 2016

Aprenda a pescar Tilápia com Capim








Uma pescaria muito boa de fazer principalmente em represas é a pesca de tilápias usando isca de capim. A Tilápia é originária do continente africano, ela é pouco exigente e pode se adaptar em diferentes ambientes, sendo encontrada na maioria das regiões do Brasil.  Junte a isso a seus bons atributos no prato e na ponta da linha, e você verá porque a Tilápia é hoje uma paixão por muitos pescadores.

De vários tamanhos podendo chegar a ser bem grande e muito gostosa de pescar principalmente com a tradicional vara caipira ou com molinete micro. Uma das formas mais eficientes para fisgar as Tilápias, é a pesca de barranco. E uma das iscas muito utilizadas principalmente em represas é a pesca com Capim.

Sim o Capim amigo
A Tilápia fisga muito bem com capim, uma vês que quando são nativas o capim alem de proteção também é um alimento para elas.



Veja aqui algumas dicas para você fisgar as Tilapias com capim amigos, seja em represas, Pesqueiro ou lagos.


1) Antes de tudo, é preciso que o pescador escolha um local longe dos demais, pois é necessário espaço e silêncio; Espaço, porque nela utilizamos varas mais longas, no máximo, três unidades, com comprimento superior a 4,00 metros; Silêncio, pelo já citado anteriormente e para não denunciarmos nossa presença, que se consegue se levarmos em conta o comprimento da linha, somado ao da vara, atendemos esta necessidade.

2) O preparo da linha será da seguinte forma: a)O comprimento da mesma, pode ser no tamanho da vara; b)Nela será colocada uma boia de isopor de 2 a 3 cm; c) Mais um chumbinho leve, que vai parar num minúsculo girador, amarrado na linha mestre e na outra extremidade do mesmo, amarra-se outro pedaço de linha de até 50 cm , onde na metade da mesma, faz-se um anel de uns 10cm, que depois de cortado, amarra-se um anzol e no final da pernada outro.

3) DICA DA PESCA: 

a) Regula-se a profundidade da boia até 1,00 metro;

b) Lança-se a linha na água, numa distância de até 2,00 metros da margem, a favor do vento e este se encarrega, de levar a boia e os anzóis iscados para próximo do barranco;

c) Lá as tilápias miúdas atacam a isca, levando-as para o fundo, onde se encontram as maiores, que por sua vez, engolem as mesmas, fazendo a boia desaparecer na água, então, é a hora da fisgada.

d) A ceva é comum para aumentar a produtividade, podendo ser feita amarrando tufos de capim em uma pedra e lançando-os na área de pesca.

e)  Evite cevar o local com quirela, esta atrairá muitas tilápias pequenas, verdadeiras ladras de iscas.

4 ) Material 

Varas lisas, telescópicas ou de bambu de 2 a 4 metros.
Opte pelas menores quando for pescar em barrancos íngremes (pesqueiros profundos próximos à margem) e pelas maiores em locais rasos e fundo plano.

A linha pode ser do mesmo comprimento ou um pouco maior que a vara, preferencialmente de monofilamento de até 0, 30 mm.

Os anzóis de preferência pelos pequenos, podendo ser do tipo Chinu ou Maruseigo nos tamanhos 14 ou 16.




Boias 

De preferência pelas Boias palito, por serem mais sensíveis a fisgada é certeira

Chumbada

Caso se queira levar o capim para o fundo, a chumbada deve ser leve e permanecer distante do anzol para o peixe não sentir o peso na hora da beliscada. Procure deixa-la solta na linha principal, parando num pequeno girador, amarrando um pequeno chicote com anzol na outra extremidade.

5) Tipos de capim e como iscá-lo no anzol



a) PICUIO: Ele dá numa touceira com vários ramos e em cada um deles, várias folhas, das quais se utiliza somente as duas últimas, as mais tenras, cortadas num tamanho de até 10 cm e o anzol é preso no caule das mesmas;

b) PAPUÃ: Ele também dá numa touceira, só que com várias folhas, que são utilizadas de duas formas: 1ª) Corta-se a ponteira da mesma em uns 10cm, faz-se um nó, onde prende-se o anzol; 2ª) Divide-se a mesma no meio e procede-se da maneira acima.

c) ERVA DOCE: Usa-se somente a ponteira de cada ramo, prendendo o anzol no meio da mesma. OBS: as sobras de capins e erva doce, podem ser picados e lançados na água como ceva. Simples, concordam? Entretanto, o pescador deve ter muita paciência e persistência, pois as tilápias menores detonam muitas iscas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário