27 de novembro de 2016

Três ótimas dicas para fisgar os peixes grandes amigos

Nosso amigo Pescador de Platão Rilton Brum




Quando temos um peixe grande na ponta da linha, a adrenalina vai a mil, as pernas tremem e a emoção toma conta, é neste momento que pode haver erros e o bitelo pode escapar.

Um peixe grande geralmente salta muito, se debate podendo fazer com que a sua isca se solte.Para evitar que isto aconteça leia estas três dicas simples, mas muito útil em suas pescarias amigos.



FIQUE ATENTO AOS MOVIMENTOS DO PEIXE 

Observe para que sentido o peixe decida se locomover.
Isto vai ajuda-lo a antecipar uma ação, o impedindo de nadar para uma estrutura. Além disso, se antecipar à ação do peixe pode evitar que a linha entre em contato com algo possivelmente cortante, como galhadas e pontas de pedras.

TENHA PACIÊNCIA 

Quem deve ficar cansado primeiro é o peixe, não o pescador.
Por isso, não se afobe, o peixe grande, como já citado, tem experiência e muita capacidade para se desvencilhar do anzol ou da garateia. Siga as instruções se houver o acompanhamento de um guia ou de um companheiro com muito conhecimento. Ter pressa para embarcar o troféu pode significar uma completa frustração.



REGULE O FREIO 

Deixe o freio de sua carretilha ou molinete sempre regulado para 1/4 ou 1/3 da resistência da linha. No entanto, uma opção seria: ao fisgar o peixe, deixe o freio um pouco mais apertado, a fim de confirmar.

Depois disso, com a certeza de que o bitelo está bem fisgado, alivie um pouco.
Existe um grande risco de manter muita pressão desde o início do embate. Porque pode romper a linha ou abrir o orifício criado pela penetração do anzol na boca do peixe.

Nenhum comentário:

Postar um comentário