15 de novembro de 2016

Conheça o Flórida Rig um sistema de montagem para Pesca de Black Bass, Trairás e Tucunas com isca sofft.





Saudações, estimado pescador e leitor do nosso blog 

Vamos falar um pouco sobre mais um sistema de pesca  para a pesca de Black Bass, Traira, Tucunarés.  O sistema Flórida Rig,

O Florida rig foi criado há alguns anos no Estado da Flórida (EUA) pelo americano Val Osisnki, proprietário da marca Gambler Lures. Podemos afirmar que esse rig nada mais é que uma variação da modalidade mais antiga na pesca com iscas softs, o Texas Rig

Na realidade, a montagem Flórida Rig nada mais é do que uma variação da montagem Texas Rig, que é a mais tradicional montagem com minhocas artificiais para a pesca do “verdinho”, como também é conhecido o Black Bass.



A montagem de ambos os sistemas se dá praticamente da mesma forma.
A única característica que difere o sistema Flórida Rig do Texas Rig é o chumbo preso à linha. Enquanto no Texas o chumbo com formato cônico fica solto na linha, no Flórida ele é preso com o auxilio de um pequeno pedaço de borracha chamado “stopper” ou apenas “stop”, fabricado especialmente para essa finalidade.

Há outros acessórios também desenvolvidos para esse fim e, quando o pescador não encontra nenhum deles para adquirir, um improviso pode ajudar: um pequeno pedaço de palito de dentes também é ótimo para fazer com que o chumbo fique imóvel logo acima do anzol.

Com o peso fixo na linha pelo “stopper” de borracha, o Florida Rig foi especialmente desenvolvido para trabalhar as softs em estruturas fechadas e densas como galhadas submersas e vegetações, lugares onde até as montagens convencionais como o Texas rig não conseguiria.

A técnica 
Existem varias formas de trabalhar estas iscas, mais as mais tradicionais e de maior resultado são:

A primeira consisti em arremessar nas estruturas e simplesmente recolher dando alguns toques de ponta de vara, trabalho semelhante usado a uma isca de meia-água.


A segunda forma de trabalho é, após o arremesso, deixar a artificial encostar no fundo e, com a vara posicionada quase que na vertical, dar pequenos toques com recolhimento cadenciados, imitando um peixinho se alimentando em meio às vegetações.

Nenhum comentário:

Postar um comentário