Quatro dicas para fisgar um belo Dourado

Pescaria em Passo de la Patria na Argentina com a +pescaargentina 





É difícil conter a emoção, mas o pescador deve prestar bastante atenção para que o peixe tão esperado não escape por bobeira.

1° Fisgada: a primeira fisgada tem que ser firme, mantendo a linha esticada.

Nunca se deve dar duas fisgadas seguidas uma da outra, pois nessa segunda fisgada a linha afrouxa e escapa. Fisga-se firme, recolhe até esticar novamente e fisga de novo. Esta é a boa fisgada.

2° Anzóis: sempre veja se estão bem afiados, pois a boca do dourado é muito dura, e se não estiverem, fatalmente o troféu pode escapar. Quando a linha enrosca, muitas vezes a ponta do anzol pega na pedra, e pode entortar a mesma, por isso o pescador deve ficar atento.

3° Briga com o Peixe: mantenha sempre a linha esticada, pois o dourado tem a boca óssea e qualquer afrouxada pode ser determinante no sucesso ou não da captura. Não dê folga para o “rei do rio”, ele não tem esse título por acaso.



4° Na hora do Pulo: tente baixar a ponta da vara para diminuir o ângulo entre a boca do peixe com a ponta da vara.

Baixar a mesma em direção à água vai ajudar manter a linha mais tencionada no momento mais crítico da briga, o que aumenta as chances de sucesso.

Sempre que perceber que o peixe vai pular, quebre o pulo!





Comentários