6 de agosto de 2016

Dicas básicas de arremessos com molinetes







È normal em nosso primeiro contato com o Molinete cometermos alguns erros básicos nos arremessos que podem acabar comprometendo o desempenho e precisão dos arremessos. 

Pensando nisto amigos resolvi fazer este artigo com algumas dicas simples, mas que vão ajudar e muito principalmente os parceiros que estão começando a pescar com molinete. Espero que estas dicas possam ajudar amigos.

1 – Segure a vara do jeito certo Para o seu arremesso de molinete ser preciso, você tem que segurar a vara do jeito correto. Para isso, posicione o polegar em linha reta sobre a vara, o mindinho e o anular atrás da haste do molinete, o dedo médio após a haste e com o indicador você controla a linha.

2 – Não arremessem com o carretel parcialmente ou totalmente encolhido Como a linha sai em espiral, ela irá causar atrito com a alça e com as laterais, o que resultará em perda de desempenho. Portanto, posicione o carretel completamente alongado (aberto totalmente), no momento do arremesso do molinete, que evitará estes atritos.

3 – Comecem com o arremesso overhead Esse arremesso de molinete é mais conhecido como machadada. Para se ter um bom arremesso, posicione o molinete para cima, nunca para baixo, pois desse jeito não é possível abaixar muito a ponta da vara e os movimentos durante o arremesso serão limitados. Com o molinete virado para cima, isso não acontece, além da postura do corpo ficar mais confortável na hora da puxada.


4 – Cuidado com o ângulo do braço O braço que estiver segurando o molinete precisa formar um ângulo de 90º, pois é ele que permitirá o movimento de alavanca, impulsionando o caniço com maior ou menor velocidade e potência.


5 – Atenção ao tamanho do carretel Se você deseja realizar arremessos longos, você vai precisar de um molinete que tenha o carretel maior, o chamado “longcast”, indicado, principalmente para pesca no mar. Com o carretel curto, você não conseguirá realizar grandes arremessos devido a quantidade de linha suportada nos carretéis. OBS: Nunca coloque mais linha do que indicado no carretel

6 – Use o material certo para cada tipo de água Se você for pescar no mar, o melhor molinete é o de grafite, pois tem maior resistência à água salgada, seguido pelo de alumínio, já o de magnésio, é recomendado para água doce.

7- Use o material certo para cada tipo de pescaria Uma pescaria de peixes maiores exige um molinete de alumínio, pois não sofre alterações físicas durante a briga. O de grafite, não aguenta esforços muito grandes e acabam sofrendo deformações.

8 – Treinem outros arremessos depois de praticar muito o overhead e já estiver craque, comece a treinar outros arremessos. Veja alguns que dão ótimos resultados:


Side Arm Cast:
É um arremesso lateral em que você deve posicionar o braço a 90° da direção pretendida.
A velocidade da impulsão da vara para frente é que determina a distância que você quer.

Pitch Cast :
Nesse arremesso você segura à isca e mantém a vara com a ponta para baixo. Eleve a vara e solte a isca como um pêndulo. Quando a isca atingir a posição vertical, você abaixa a vara enquanto solta a linha.

 Essas são só algumas dicas para que você melhore cada vez mais seus resultados usando o molinete amigos.


2 comentários:

  1. Eu sempre tive dificuldades com molinete. Na próxima pescaria, vou usar essas dicas. Depois eu comento como foi. Vlw.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Opa boa Pescaria amigo, e nos envie fotos da sua Pescaria parceiro

      Excluir