2 de julho de 2016

Frog, saiba quais os 3 peixes mais pescados com esta isca artificial








A isca artificial de superfície Frog ou sapinho é perfeita para pescar em lagos, represa, cavas, regiões que contam com água parada e vegetação aquática. 

Esta isca é um sapinho de borracha ou silicone colorido, que chama a atenção pela sua cor e movimentos que causa na água quando é puxado, simulando um sapinho de verdade.

No mercado existem vários modelos de varias marcas, cores, tamanhos e valores. 
O Frog é uma isca ideal para pegar alguns peixes que vivem nesses ambientes como: 


Traíra
Um peixe muito territorial e que ataca por espreita a traíra é um dos peixes mais fisgados com os Frog. Pelo seu hábito de se esconder entre a vegetação aquática de um lago apenas para atacar os seus alvos logo depois que eles passam pelo local, quando estão distraídos, o que a torna uma presa perfeita para esta isca.

A traíra pode chegar a meio metro de comprimento (mais do que isso é um trairão, que falaremos mais adiante) e são encontradas em todas as bacias hidrográficas da América do Sul, com exceção dos rios da Patagônia e da área transandina.

Esse tipo de peixe é mais encontrado em ambientes de água parada, como lagos, lagoas, cavas, braço de rios mais parados, mas também, pode estar em rios pequenos ou maiores.

A traíra é uma caçadora que fica à espreita.
Ela normalmente engole suas presas por inteiro e seus dentes servem apenas para evitar que a presa possa fugir.




O trairão é um peixe de diferente gênero da traíra, apesar de parecidos e com nomes semelhantes também. Os trairões podem chegar a 1 metro de comprimento e pesar 20 quilos, além de possuírem uma língua lisa e uma mandíbula em forma de U, enquanto a traíra possui uma mandíbula em forma de V.



Black Bass

Um peixe muito esportivo e agressivo muito popular nos EUA, e em algumas regiões do Brasil.

O Black Bass além de ser um dos peixes mais visados em competições de pesca esportiva em água doce é também muito pescado em represas pela sua esportividade, pois o Black
quando fisgado proporciona uma briga muito boa e gostosa com belos saltas.

Altamente agressivo e voraz, o Black Bass é um daqueles desafios que faz com que o coração de um Pescador bata mais rápido, que as pernas tremam e a adrenalina ir a mil.

Ele oferece um bom combate para quem tentar tirá-lo do seu habitat natural.
O Black Bass está presente em lagos e represas de locais com clima ameno, como São Paulo,
Rio de Janeiro, Minas Gerais e a região Sul do país, além de hotéis fazenda e em alguns Pesqueiros.
A briga com um Black Bass é muito gostosa, principalmente com seus saltos para fora da água.




Tucunaré
Outro bitelo perfeito para se pegar com o Frog é o tucunaré.
Ele costuma preferir águas mais paradas, mas quando entra em modo de combate, oferece uma baita de uma briga com o pescador. Seu habitat natural é a bacia amazônica, mas já está presente também na região Sudeste do país, em algumas represas. Uma das características mais legais do tucunaré é que ele não desiste da sua presa, mesmo que ela fuja uma primeira vez, ele sempre a persegue e mantém o combate até conseguir o sucesso.

Ele também ataca com facilidade iscas artificial em movimento, pois essas capturam a atenção do tucunaré.

Esses três peixes e outros tantos de água doce mais parada e com vegetação são os alvos prediletos de quem pesca com Frog. 

E você, pescador, tem alguma história para contar com algum desses bitelos ? 
Deixe seu comentário abaixo e não se esqueça de se inscrever em nosso canal no Youtube amigos.

Leia Também:

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário