Diferença entre Carpa: Cabeçuda, Húngara, Capim Espelho




Nosso amigo Pescador de Plantão Luciano

  


Carpa Cabeçuda (Aristichthys nobilis)

Peixe de grande procura por fanáticos pela espécie. 
Requer habilidade, conhecimento, técnica e muita paciência do pescador.
Ataca 99% das vezes na superfície nos tão falados chuveirinhos.

Tendo um gosto apurado por alimentos doces, o pescador se desdobra em sabores como as massas de banana com mel, amendoim, frutas, leite condensado, além de agregar a batata doce, leite em pó, açúcar cristal, paçoca, etc. 

Originária da China é uma espécie de hábitos semelhantes a da Carpa Prateada. 
O chuveirinho é muito popular na pesca desta Rainha, as cabeçudas não mordem a isca. Elas apenas assopram a massa  para esfarelar e depois suga as partículas que vão caindo e aí acabam sugando o anzol que está solto do chuveirinho e se fisga sozinha. 


Carpa Capim: (Ctenopharyngodon idella) 




Originária da China é uma espécie herbívora, alimenta-se de vegetação aquática submersa, além de gramas, capim não seco e em grandes quantidades, diariamente 30% a 90% do seu peso, por isso seu nome popular.   

Possui um brilho exuberante. Apresenta o corpo alongado em um formato de um torpedo. A Carpa Capim é outro exemplar muito comum nos pesqueiros. Tem o corpo roliço, bem mais fino do que as outras carpas e bem comprido. 

Têm escamas prateadas maiores que a Carpa Cabeçuda uniformes pelo corpo.
É um peixe com muita agilidade e rapidez, fato não muito comum em outras carpas. 

Alimenta-se tanto na superfície quanto no fundo. Chega facilmente a mais de 15 kg em nossos pesqueiros. Peixe manhoso, porém de grande esportividade entre as carpas. 
Ataca muito bem na superfície, pão, ração e miçanga.


 Carpa hungara: ( Cyprinus Carpio) 

Nosso amigo Pescador de Plantão Alex Borges



Possui as escamas pequenas e uniformes, espelhadas por todo o corpo, variando do amarelo claro a bege dourado.

Podem chegar a 35 kg nos pesqueiros e a mais de 60 kg na natureza, principalmente na Europa. É um peixe que vive no fundo dos lagos e rios, em busca de alimento, porém em pesqueiros tem o hábito de comer na superfície.

Sempre fisgada com mais facilidade com linha fina e com o anzol todo escondido na isca. 
As iscas mais usadas são massas de fundo, pão e ração. Porém pode comer de tudo.


Carpa Espelho: ( Cyprinus Carpio)


Possuem as escamas falhadas, de diferentes tamanhos, algumas bastante grandes, espalhadas por todo o corpo. Assim como a Carpa Húngara, a Carpa Espelho vive no fundo dos lagos e rios, em busca de alimento.

Também comem pão, salsicha ou ração (presente na superfície).


Comentários