Como Pescar Tucunaré ou Como melhorar suas fisgadas na Pesca de Tucunarés






Sempre recebemos perguntas em nossa pagina de amigos nos perguntando como pescar o Tucunaré.

Ou qual a melhor forma de Fisgar os Tucunarés, que isca devo usar entre outras. Resolvi fazer um pequeno artigo para tentar ajudar aos amigos a tirar suas duvidas e tentar ajudar a melhorar suas fisgadas na pesca dos Tucunas.

O tucunaré com certeza é um dos peixes mais esportivos e uma das pescarias mais procurada pelos Pescadores esportivos do mundo todo, a pesca de Tucunaré atrai para o Brasil, amantes da pesca de todo o mundo.

Vou tentar neste artigo dar algumas dicas sobre a pesca deste peixe tão desejado, espero que com estas dicas os nossos amigos Pescadores de Plantão, possam melhorar ainda mais a sua pescaria em busca dos Tucunas.

Existem no total, 14 espécies diferentes de Tucunaré.
Tucunaré Açu, Tucunaré Paca, Tucunaré Pitanga, Tucunaré Vermelho ou Tucunaré pretinho entre outros. Este predador Costumam ficar na meia água e frequentam regiões onde há estruturas ou vegetação submersa abundante.

Procura estruturas para se proteger e caçar suas presas, os tucunarés, muitas vezes, se abriga em estruturas submersas preferem ficar às margens em meio à vegetação e objetos submersos, porém abaixo da superfície, em meia água.


Nosso amigo Pescador de Plantão Renan Magistri   

Equipamento:
Para a pesca em rios ou lagos em meio à natureza, é aconselhável o uso de varas de número entre 8 a 10 de ação média a pesada, para que seja possível efetuar um arremesso com iscas de tamanho maior.

Nesse tipo de pesca, também é aconselhável uma linha de 20lb a 26lb
(entre 0,35 e 0,45 mm).

Nas represas ou lagos artificial, uma vara número 6 de ação rápida a média e linha de 15lb a 20lb (entre 0,25 e 0,35 mm) será suficiente para obter bons resultados com Tucunarés de até 5 quilos.


Isca:
O Tucunaré ataca praticamente qualquer tipo de isca artificial, as iscas de superfície têm mais popularidade pela emoção da pancada que o peixe causa na água depois de ser fisgado.

Para a pesca com isca artificial, as mais recomendadas são as iscas de superfície que trabalham como a zaras, jump minnows, poppers, hélices ou sticks.
Para o pescador que prefere as iscas soft também há oportunidade

Os Tucunarés realmente não resistem a um lambari em meia água.
Sem chumbo e presos pelo orifício de respiração ou pelo dorso, é fisgada na certa.
Para você que é fã de iscas de superfície, utilize-as para localizar onde o peixe está.


Nosso amigo Pescador de Plantão Adeilton Freitas

Se o predador não concluir seu ataque, dê um tempo para o ponto ficar descansado, e em seguida,use outra artificial, como uma meia-água para conseguir fisgá-lo, Trabalhe a isca imitando o que acontece na natureza, ou seja, observe como se comportam os peixes em fuga, e procure simular esses movimentos.

Em dias que ocorrer uma mudança climatológica brusca, como em dias muito ensolarados, o peixe costuma ir para o fundo. Iscas de fundo, como jigs funcionam bem nessa situação. Trabalhar a isca com calma e de forma suave garante mais ataques dessa cobiçada espécie.


Os Tucunarés, às vezes, não atacam de primeira. É recomendável que você insista em arremessos em um mesmo local e sempre procure a margem, vegetação, galhadas e troncos submersos. Todo pescador sabe que os Tucunarés são bons de briga, além de ser um lindo troféu também.

Deixe a fricção solta, ela é uma ferramenta importante para acalmar o peixe antes de começar a recolher a linha. Na pesca de superfície, a fisgada é geralmente muito forte então preste muita atenção em sua vara.

Embora com as iscas soft a fisgada seja um pouco mais leve por conta da isca estar submersa, ainda assim será uma boa briga que irá trazer muita emoção ao pescador, porém, quem já pescou utilizando iscas de superfície sabe a emoção especial que dá sentir a fisgada de um Tucunaré.


Nosso amigo Pescador de Plantão Diogo De Paula

Trabalhe bem o peixe e tenha paciência:

Esse peixe é bem briguento e fará de tudo para escapar, principalmente quando estiver a sua vista, é ai que ele vai brigar com todas suas forças. Com o tempo você aprendera quais ações das varas se adaptam melhor ao trabalho das suas iscas.

Com isso você fará a escolha certa para tirar o máximo do trabalho de suas iscas, quanto mais natural sua isca parece mais rápido e frequentes serão os ataques dos bocudos.


Tome muito cuidado com o peixe embarcado:
Parte das garateia não estão em sua boca, cuidado ao tirar o peixe da água para não acabar fisgando sua Mão. Use um alicate para retira-las e evitar que você se machuque ao retirar a isca da boca do Bocudo.



Lembre-se de soltar grande parte de suas capturas, a prática do Pesque e Solte garante sua diversão no futuro. Bom amigos espero que com estas dicas possamos ajudar vocês nossos amigos a melhorar suas pescarias de Tucunaré.

São simples dicas, mas se forem usadas em suas pescarias com certeza irão te ajudar bastantes nas fisgadas dos Bocudos. E não se esqueçam de nos enviar suas fotos quando fisgarem os belos Tucunas amigos.

Quero agradecer os nossos amigos Pescadores de Plantão que nos autorizaram a usar as suas fotos das suas belas pescarias de Tucunaré, neste artigo. 
Muito obrigado amigos por contribuir com a gente.

A baixo um vídeo de uma bela Pescaria de Tucunaré de Pai e filho. 
Nossos amigos Pescadores de Plantão José Davi & seu filho Yury 
Em uma de suas pescaria no Lago Serra da Mesa em Goiás, Região de Mara Rosa. 
Muitos Tucunarés na ponta da linha

.

Comentários

Postar um comentário

Muito Obrigado por você estar acompanhando o nosso site amigo. Aproveito para convida-lo a se inscrever em nosso canal no YouTube e peço que clique nos anúncios que aparecem aqui em nosso site. Assim você esta nos ajudando a manter o mesmo com ótimas dicas. Muito Obrigado amigo.