Piranha

Vivem em rios, lagoas e represas, desde o norte da Amazônia até a costa oeste do Rio Grande do Sul. Conhecida como predadora implacável, a Piranha está sempre a procura de carne, seja de peixe ou qualquer outro animal sendo, portanto, muito fácil de ser capturada.


 È um predador voraz que caça em cardumes, atacando presas muito maiores que ela. Difamadas, mal-julgadas, famosas devoradoras de gente, taxadas de pragas, devoradoras de isca as Piranhas são odiadas por muitos, são peixes fortes e briguentos que devemos somente segurá-los com um alicate de contenção bem preso à mandíbula e nunca arrancar o anzol com a mão, sempre com um alicate de bico fino.Existem mais de 60 espécies de piranha, cada bacia tem a sua espécie, entre elas falaremos das principais espécies.

Piranha preta

A maior espécie de Piranha do mundo, podendo chegar a 40 centímetros e pesar até 5 kg também é nativa da Amazônia, é uma espécie mais discreta, e mais arisca, prefere ficar em poços fundos no rio principal, principalmente no final de corredeiras, também é a espécie mais inteligente, podendo armar estratégias de caça, nadam habitualmente sozinhas, mas podem se reunir em cardumes para atacar presas maiores.

pode ser capturada em todos as técnicas, desde o bait casting até a pesca com iscas naturais em poços que é a mais eficiente, porem a tralha deve ser pesada, pois a chance de engatar um Jaú ou Piraíba é grande, use iscas como filé de peixe e carne sangrenta, se for usar bait casting com iscas artificiais, também use algo em torno de 30 lbs pois os Tucunarés podem atacar a isca tão rápido quanto a Piranha, iscas de meia água, superfície, Shads, Jigs e Crank baits são ótimas pedidas para todas as espécies.

Piranha Amarela
Também chamada de Palometa, Piranha comum, é a maior espécie de Piranha da bacia do Prata, muito agressivas e vorazes, se alimentam basicamente no fundo, mas podem ser atraídas por batidas na superfície como iscas de hélice por exemplo, são consideradas assassinas, podem arrancar um dedo facilmente, sua boca é mais larga e sua mordida é mais forte que a de qualquer outra Piranha.
São peixes intrusos, geralmente capturadas na pesca de peixes de couro, sendo assim use anzóis menores e iscas mais sangrentas, geralmente ficam em locais com estruturas na sombra

Pirambeba
É uma espécie nativa da bacia do prata, nada em grandes cardumes, também é muito agressiva, podendo arrancar um bife da presa, não são necessários equipamentos sofisticados, apenas a boa e velha vara de bambu, com linha 0.40 mm e cabo de aço rígido com anzol nº 1 já é o suficiente, iscas como metade de um Lambari são infalíveis

Piranha caju (ou vermelha)
Podendo chegar a 30 centímetros e pesar cerca de 0,5 kg nativa da Amazônia é uma das menores espécies, mas também a mais voraz, nada em cardumes de até 100 indivíduos, para compensar seu tamanho. Na pesca com iscas artificiais ela pode facilmente escapar dos anzóis, porque morde e foge para deixar a presa sangrar e ficar fraca, por isso o melhor é melhor usar iscas naturais, como carne sangrenta ou vísceras de peixe.

Técnicas de pesca: 

Para se pescar Piranhas , pode-se utilizar qualquer tipo de equipamento, desde que a isca seja um pedaço de carne, de preferência sangrando, pois a Piranha podem perceber uma gotinha de sangue em 200 litros de água. Também pode ser uado vísceras de peixe, se quiser usar artificiais, use iscas barulhentas de meia água, de 8 centímetros, lembrando que o plastico ou a madeira deve ser forte e robusta, não use cabo de aço flexível, use os rígidos, os dentes da Piranha podem cortar o aço flexível facilmente.

Preferencialmente é melhor os afluentes do rio principal, procure um afluente tranquilo sem corredeiras, as Piranhas gostam de locais sombreados, bata a isca várias vezes no mesmo ponto e espere ela morder.

As maiores Piranhas existentes são as do Pantanal e as Piranhas pretas que vivem em águas Amazônicas. Para estas, deve-se utilizar equipamento de ação média a média/pesada, composto por uma vara para linhas de 10 a 25Lbs, carretilha ou molinete com capacidade para armazenar 100m de linha de 0,40mm de diâmetro e um anzol número 4/0 a 7/0 encastoado, pois as piranhas têm dentes que podem cortar a linha facilmente.

Dica: 

Para atrair grandes cardumes de Piranhas é muito fácil, pois basta cevar o local com pedaços de carne com sangue, que é o principal atrativo para este tipo de peixe.

Melhor época: 

Durante todo o ano, sempre respeitando a Piracema.
Tamanho mínimo: 25cm.

Comentários