5 de dezembro de 2015

Dicas para pesca de Traíras







Como Pesco Traíra
Faço os arremessos bem próximos das estruturas, depois inicio um trabalho com toques na isca seguidos de recolhimentos mais lentos e paradinhas.

Nunca tiro o olho da água, pois muitas vezes pego o peixe no visual, tornando mais emocionante ainda a captura.

Como costumo explorar o ponto de pesca?

Logo pela manhã as traíras ficam em locais rasos, onde passaram a noite caçando.
Por isso comece pescando pelas partes mais rasas e depois parta para os locais mais fundos.

Bocas e fundo de lagos são locais estratégicos que não devem passar em branco. As beiradas e galhadas próximo aos barrancos são ótimos locais,curvas de rio e lagos também é uma boa pedida.

Como a traíra caça por tocaia, ela usa as estruturas para se esconder e dar o bote certeiro. Por esse motivo os arremessos têm que ser feitos próximos a estruturas, barrancos, pedras galhadas ou plantas.


Preguiçosa, muitas vezes é necessário mais de um pincho no local para “acordá-la”.
Dê uns dois ou três toques na isca antes de começar o recolhimento, que na maioria das vezes deve ser mais lento e com as famosas paradinhas.

É comum que os ataques aconteçam próximos ao barco, quando a isca está sendo retirada da água.

Ao usar plugs de barbela longa, shads e jigs o arremesso tem que ultrapassar o local onde prevemos que o peixe está, para dar tempo da isca afundar e passar no local desejado, preferencialmente com recolhimento mais lento, toques e paradinhas.

Com shads e jigs o pescador tem a opção de descer a artificial em cima do peixe e afrontá-lo com pequenos toques seguidos de recolhimentos na cara do bicho.
Alterne pequenos toques, paradinhas, toques espaçados e balanceados.

Na superfície, sticks, zaras e hélices fazem a festa em determinadas situações.
É preciso fazer uma “pequena algazarra” no local para fazer as traíras subirem na superfície, nesta situação as hélices são imbatíveis. Depois de “acordadas” pode passar para os sticks e as zaras.


As iscas naturais, imbatíveis para traíras, são variadas: pedaços de carne, salsicha, tripa de frango, pedaços de peixes ou pequenos peixes.

Um comentário:

  1. Bem isso mesmo. Dessa forma, como qualquer putto peixe, ha dias em que determinada isca da uma produtividade melhor. Eu particularmente gosto de zara com ratling forte, como a famosa zig zarinha.

    ResponderExcluir